CBCENF: Coren-SP realiza palestras sobre Sepse e ensino da ética e simulação em APH

CBCENF: Coren-SP realiza palestras sobre Sepse e ensino da ética e simulação em APH
Coren-SP
09/11/2017

Na última quarta-feira (8/11), o Coren-SP participou de duas importantes discussões da programação científica do 20º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), que está sendo realizado no Rio de Janeiro/RJ, pelo Cofen. A conselheira Renata Pietro, uma das palestrantes na mesa-redonda "Assistência de Enfermagem a Pacientes Críticos: desafios e enfrentamentos atuais", levou ao público o tema da Sepse.

A conselheira Renata Pietro apresentou o projeto "Qualifica Sepse"

Especialista no assunto, ela buscou conscientizar os profissionais de enfermagem presentes sobre a gravidade dessa síndrome que ainda é pouco conhecida no Brasil, mesmo entre os profissionais de saúde. "Precisamos investir na educação permanente dentro das nossas unidades e capacitar equipes na detecção precoce da Sepse. Tempo é vida", alertou Renata. 
Ela detalhou a experiência exitosa do Coren-SP com o Projeto Qualifica Sepse, que busca treinar profissionais no estado de São Paulo no diagnóstico e tratamento. "Também lançamos um guia que pode ser baixado gratuitamente no portal do Coren-SP, que contém todas as informações necessárias ao profissional de enfermagem para lidar com essa importante questão de saúde", disse Renata. 

Um dos dados de maior impacto apontados pela conselheira foi a taxa de mortalidade da Sepse no Brasil. Enquanto a média mundial é de 37% entre pacientes sépticos, no Brasil o número é de 60%, reflexo da falta de conhecimento sobre o tema. "Nosso índice é maior do que o da Índia e da Argentina. Precisamos reverter isso", apontou. 

Além de Renata Pietro, participaram da mesa redonda Fabrício Barreto, da Universidade Federal de Roraima, e Andrea da Silva Gomes Ludovico, do Hospital Municipal Souza Aguiar, do Rio de Janeiro. O moderador foi Ricardo Costa Siqueira, membro da Câmara Técnica de Atenção à Saúde do Cofen. 

O Coren-SP também participou com destaque na mesa-redonda "Transversalidade no ensino da ética". O vice-presidente da autarquia, Mauro Antônio Pires Dias da Silva detalhou a situação atual do ensino da ética no Brasil. "Essa é uma questão que tem que ser repensada. Deveríamos, por exemplo, incluir nesse ensino os valores do SUS, que é um sistema de saúde elogiado e reconhecido em todo o mundo", refletiu. 

Mauro Pires abordou o tema "Tranversalidade do Ensino da Ética"

Além de Mauro, também participaram da mesa-redonda a professora Taka Oguisso, da USP, e Alan Dionísio Carneiro, conselheiro do Coren-PB. A mesa foi moderada pela conselheira federal Orlene Veloso Dias. 

Simulação em APH

Membros do Grupo de Trabalho (GT) de Urgência, Emergência e Atendimento Pré-Hospitalar do Coren-SP conduziram um simulado durante o 20º Cbcenf. Sérgio Dias Martuchi, Eduardo Fernando de Souza e Marisa Malvestio são também membros da Comissão de Urgência e Emergência do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), responsável pela apresentação que teve participação do conselheiro federal Luciano Silva. 
A simulação envolveu um acidente com veículo e todo o atendimento pré-hospitalar realizado com as vítimas, narrado pelos membros da Comissão de Urgência e Emergência. O salvamento foi feito por militares do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.